Monte Santo: SDR/CAR e Associação Comunitária da Tapera celebram convênio Produtivo da Fruticultura

 

Convênio garante benefícios para Monte Santo

Com o objetivo de incentivar a cadeira produtiva da fruticultura no município de Monte Santo, Território do Sisal na Bahia, foi assinado, na tarde desta terça-feira (14), um convênio de cooperação entre a Associação de Desenvolvimento Comunitário dos Pequenos Produtores Rurais da Fazenda Tapera e Região e a CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional), vinculada à SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural da Bahia).

O documento foi assinado no povoado da Tapera, pela presidente da Associação Comunitária, Maria Cleonice dos Santos Andrade e pelo assistente Territorial da CAR, Domingos Magalhães Neto. O ato contou com a presença do coordenador do Centro Público de Economia Solidária – CESOL Piemonte Norte do Itapicuru e Piemonte da Diamantina, Luís Costa Oliveira, e do representante da Coopersabor, diretores da Associação e membros da comunidade.

O Convênio para o projeto de fruticultura foi selecionado e aprovado através do edital de nº 09/2017, do Bahia Produtiva, da SDR/CAR. O investimento previsto será de mais de R$ 460 mil e prevê assessoramento técnico, capacitação, contratação de agente e aquisição de equipamentos, que beneficiará centenas de famílias do município.

A presidente da Associação, Maria Cleonice dos Santos Andrade, comemorou a assinatura do convênio e destacou que o edital vai contemplar mais de 100 famílias de Monte Santo.   “É um momento muito feliz para nossa comunidade alcançar esse convênio. O governo estadual vem dando essa estabilidade através dos editais aos agricultores familiares ao longo dos anos. Agradecemos a CAR e a nossa comunidade, que luta em busca de melhoria da qualidade de vida do sertanejo. Esse projeto não será restrito à Tapera, ele é amplo e vai beneficiar mais de 100 famílias, e também as comunidades circunvizinhas. Pretendemos trabalhar cada vez mais para produzir o melhor alimento, e  trazer mais desenvolvimento à Monte Santo”, comemorou.

O coordenador do CESOL Piemonte Norte do Itapicuru e Piemonte da Diamantina, Luís Costa Oliveira, que assessora a Associação Comunitária da Tapera, e acompanha de perto o grupo há 13 anos, ressaltou a importância dos editais para o desenvolvimento de empreendimentos de economia solidária.

“O governo da Bahia olha de fato para a agricultura familiar e solidária, dialoga com a comunidade rural e se preocupa com iniciativas que dão certo. Hoje é um dia muito importante para a Associação, e para o grupo produtivo de beneficiamento de frutas da Tapera, para a ARESOL, para o CESOL e para a Coopersabor. Temos um povo que acredita na luta e na organização popular como forma de resolver seus problemas, é isso que a gente encontra na Tapera. A vontade lutar é grande e esse projeto tem alta chance de dar certo. O grupo tem 13 anos de história, e trabalhou com recursos da comunidade até aqui para a realização de um sonho. O Governo da Bahia está de parabéns pelos investimentos que estão sendo feitos, mesmo em um momento de crise. Isso proporcionará novas oportunidades aos grupos associativos, cooperativas, e empreendimentos da economia solidária, e vai gerar frutos de desenvolvimento para nossa comunidade”, destacou, Luís.

O representante da CAR, Domingos Magalhães Neto falou do objetivo do Projeto e a importância deste investimento para o desenvolvimento da comunidade rural, e destacou que o Programa Bahia Produtiva executa cerca de 300 projetos em todo o estado baiano.

“A intenção do projeto Bahia Produtiva é fortalecer as potencialidades das comunidades rurais, melhorar a renda e a qualidade de vida das famílias. Nada melhor que uma associação com essa historia de vida para executar esse convênio. O programa chegou há dois anos, com uma metodologia dialogada e avaliada com o grupo de produção desta comunidade, em um processo educativo e justo. São mais de 300 projetos do programa Bahia Produtiva, da CAR, no estado, e Monte Santo é um dos municípios que tem 12 projetos contemplados, e deve somar quase R$ 5 milhões em investimentos. Isso é recurso que vem para o sertão, e vai girar a economia”, ressaltou.

EDITAIS

Os editais da CAR em 2017 foram destinados à fruticultura, mandiocultura e oleaginosas, com investimentos total na ordem de R$ 39 milhões, sendo R$ 26 milhões destinados à fruticultura, R$ 10 milhões à mandiocultura e R$ 3 milhões à oleaginosas.

Em Monte Santo, além da Associação Comunitária da Tapera, a  Cooperativa Regional De Agricultores (AS)Familiares E Extrativista Da Economia Popular E Solidaria também foi contemplado com o Edital  09/2017 – com o projeto da Cadeia Produtiva da Fruticultura.

Quilombo Lage do Antônio realiza ações em comemoração ao mês da Consciência Negra

 
“temos que buscar e mostrar nossa luta pela verdadeira liberdade”
 
A 9ª Edição da Comemoração da Consciência Negra do Quilombo Lages do Antônio, localizado no município de Monte Santo, distante 360 km da capital baiana, abordou uma série de ações em alusão ao mês da Consciência Negra, que é celebrado no dia 20 de novembro em todo país. As atividades foram realizadas neste sábado, 11 de novembro, na Sede do Quilombo.
O evento foi marcado por várias atividades e apresentações culturais e artísticas. Pela manhã, o Torneio de Futebol Feminino e Masculino, com equipes do Quilombo Lage do Antônio e a Escola Família Agrícola do Sertão (EFASE), abriu as comemorações. À tarde, a programação foi marcada por uma Roda de Conversa e debates sobre os Direitos Sociais da comunidade, Educação, Políticas Pública, Serviço Social e Juventude Negra Rural.
A roda de Conversa recebeu Elizeu Toletino da Silva, secretário municipal de Educação de Monte Santo; Elenice da Silva Pires, técnica de Referência do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e coordenadora pedagógica do Serviço de Convivência e fortalecimento de vínculos de Monte Santo; Merildes Santos Silva, técnica do CRAS – Mandassaia; Ananias Nery Viana, coordenador do Núcleo de Desenvolvimento dos Quilombos do Território do Recôncavo; e Xande Revolution, coordenador do Departamento de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Conceição do Coité.
A noite, a comemoração ficou por conta do Reisado Itapicuru e Quilombo Lage do Antônio, que animou o grande público, e as apresentações de grupos de danças da comunidade.
De acordo com Maria Olívia Dantas, uma das organizadoras do evento, o objetivo é acender a reflexão e conhecimentos da cultura negra dentro do Quilombo.
“Pensamos em um momento de formação do nosso povo, para mostrar nossa cultura e inclusão da cultura de outras comunidades. Queremos conscientizar o nosso município e a nossa população de que o negro tem que lutar pelos seus direitos, lutar pelos seus ideais e lutar pela sua formação. Não podemos deixar nossa cultura e nosso povo ser esquecido. Os políticos não querem nos ouvir, não querem ouvir a sociedade. Somo brasileiros e temos que buscar e mostrar nossa luta pela verdadeira liberdade”, destacou, Maria Olivia.
A 9ª Comemoração da Consciência Negra foi organizada pela própria comunidade do Quilombo Lage do Antônio e recebeu o apoio da Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda (Aresol), e do Centro Público de Economia Solidária do Piemonte Norte Itapicuru e Piemonte da Diamantina.
Comunicação Aresol – Monte Santo – Bahia – Brasil 

Aresol e Cesol Piemonte Norte do Itapicuru e Piemonte da Diamantina participam do SemiáridoShow, em Petrolina

 

A Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda (ARESOL) e o Centro Público de Economia Solidária – Cesol Piemonte Norte do Itapicuru e Piemonte da Diamantina, que também atende os municípios de Monte Santo, Cansanção e Itiúba, participaram nos dias 07 e 10 de novembro, da 7ª Edição da feira SemiáridoShow, realizada pela Embrapa Semiárido, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

Sequilhos, doces, compotas, geleias, artesanato, e diversos produtos oriundos dos grupos de economia solidária acompanhados pelo Cesol e pela Aresol foram comercializados espaço do Armazém da Agricultura Familiar e Economia Solidária – montando no SemiáridoShow, que este ano contou com o Festival de Sabores da Caatinga.

A 7ª edição da feira teve como tema ‘Bioma Caatinga, Recursos Hídricos e Tecnologias: Perspectivas Socioambientais’, que busca valorizar a agricultura familiar no Semiárido Brasileiro. Foram abordados temas como gestão e uso da água, criação de animais, associativismo, preservação ambiental, turismo rural e uso de energia renovável. O evento contou ainda com minicursos, oficinas, seminários e apresentações, com temática voltada às tecnologias e conhecimentos relacionados à convivência produtiva no Semiárido.

MANDACARU: 11 anos de resistência.

No último domingo (29) a ARESOL participou de importante momento de celebração, junto a entidade de Organização Mandacaru de Desenvolvimento Rural Sustentável (OMDRS), mais conhecida como MANDACARU, que comemorou seus 11 anos de existência e mobilização comunitário no município de Nordestina e região.

No último ano, a MANDACARU, junto a ARESOL, através do Centro Público de Economia Solidária, tem articulado importantes iniciativas na região, como a constituição da cooperativa “Nordestina”, o espaço coletivo de comercialização solidária “Tecendo Sabores”, além da assistência técnica nos grupos da economia popular e solidária daquela localidade.

Assim, mesmo diante das intempéries que os movimentos veem passando nos últimos tempos, faz-se importante, em momentos como esses, celebrar nossas vitórias coletivas, a fim de fortalecer a luta e saborear as conquistas que nos motivam a seguir na caminhada.

Vida longa para OMDRS.

Resistência Mandacaru!

ARESOL sedia atividade da SEPROMI

A ARESOL sediou atividade da SEPROMI (Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, que, conjuntamente com a SETRE (Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, realizou oficina de combate ao racismo institucional, nos dias 24 e 25 de outubro.

A oficina contou com representantes dos territórios do Sisal e do Portal do Sertão, com a proposta de multiplicação dos temas em seus municípios de origem. As pautas giram em torno das políticas afirmativas e o Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa.

ARESOL participa do seminário internacional do comitê PROCOAS

A ARESOL participou, entre os dias 9 e 11 de outubro, do seminário internacional do comitê PROCOAS, realizado na Universidade de São Paulo, tendo como tema “Autogestão, cooperativismo e Economia Social e Solidária: experiências Latino Americanas”.

O PROCOAS (Comitê de Processos Cooperativos e Associativos) pertencente à Associação de Universidades Grupo Montevidéu (AUGM), tem como objetivo a discussão sobre os processos associativos e cooperativos, no âmbito da docência, pesquisa e extensão.

O XIII Seminário Internacional PROCOAS, teve como principais organizadores a Associação Universitária Grupo Montevideo, a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Universidade de São Paulo – ITCP-USP, o Núcleo de Economia Solidária da Universidade de São Paulo (Nesol USP) e o Núcleo Multidisciplinar Integrado de Estudos, Formação e Intervenção em Economia Solidária da Universidade Federal de São Carlos (Numi Ecosol UFSCar).

Nesta edição, mesas com participações como de José Luis Coraggio (Universidade Federal de General Sarmiento – Argentina) e dos movimentos populares como Miriam Nobre (Marcha das Mulheres), Leonardo Pinho (Unisol), Maria Mônica da Silva (Movimento Nacional de Catadores de Material Reciclável), Maria Alves (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), deram o tom das discussões e debates centrais do evento.

A ARESOL participou do Grupo de Trabalho na área de Políticas Públicas, apresentando artigo científico com a discussão sobre a política pública do Centro Público de Economia Solidária. Na oportunidade, outras entidades e pesquisadores, intercambiaram conhecimentos sobre o assunto, relatando suas experiências e problematizando-as.

A sistematização é um importante eixo para que as organizações comunitárias possam registrar seus feitos, mas, sobretudo, um importante caminho para a reflexão sobre a prática.

IV EXPOAGRISSOL

A ARESOL, através do Centro Público de Economia Solidária, apoia a realização da Exposição de caprinos e ovinos e feira da agricultura familiar e economia solidária, realizada no dia 08 de julho, na comunidade de Lagoa Grande, município de Cansanção-Ba.

A EXPOAGRISSOL, que está em sua 4ª edição, é uma construção coletiva da comunidade de Lagoa Grande, grupos e entidades parceiras.

A REDE MONTE SABORES esteve presente como expositora da IV EXPOAGRISSOL, levando para intercâmbio e comercialização, os produtos da rede de iniciativas produtivas da ARESOL.

GREPS REALIZA XIII FEIRA REGIONAL DA ECONOMIA POPULAR E SOLIDÁRIA

Aconteceu, na cidade de Nordestina, entre os dias 03, 04 e 05 de agosto, a 13ª edição da Feira Regional de Economia Popular e Solidária, organizada por entidades e movimento populares articulados no Grupo Regional de Economia Popular e Solidária – GREPS.

A Feira do GREPS tem por objetivo fortalecer a atuação das iniciativas produtivas, através do intercâmbio, da formação e da comercialização que ocorre nas feiras, realizadas a mais de dez anos, de maneira itinerante e comunitária.

A ARESOL/CESOL mais uma vez esteve como parceiro e apoiador dessa iniciativa, contribuindo com a  realização da feira, e com o acompanhamento as atividades dos grupos produtivos solidários.

Durante a feira, foram realizadas oficinas sobre temas diversos como “Soberania Alimentar”, “Economia Solidária”, “Gênero”, “Finanças Solidárias”, dentre outras, ministradas por parceiros na manhã do dia 05, no Colégio Estadual Dr. Rubem Carneiro, contando com a participação dos educandos da referida escola, juntamente com as/os agricultoras/res e demais participantes da Feira Regional do GREPS.

Muitas apresentações culturais locais e da região passaram pelo palco e pelo chão da praça de eventos, local onde aconteceu a feira.

 

COOPERSABOR PARTICIPA DE ENCONTRO DA UNICAFES-BA

A Cooperativa Regional de Agricultores(as) Familiares e Extrativistas da Economia Popular e Solidária – COOPERSABOR, participou do IX Encontro Estadual das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária, realizada no município de Feira de Santana, entre os dias 17 e 18 de agosto, no Centro Diocesano.

Na noite do primeiro dia de programação, Charles Costa, presidente da COOPERSABOR, facilitou oficina sobre Fundo Rotativo Solidária, discutindo questões como investimentos e capital de giro.

O encontro da UNICAFES-Ba teve como objetivo, além do intercâmbio e formação, o fortalecimento do cooperativismo na Bahia, sobretudo pelo contexto político de desmonte e enfraquecimento das políticas voltadas para a Economia Popular e Solidária e para a garantia de direitos de uma maneira geral.

INAUGURADO MAIS UM PONTO DE VENDA DA REDE MONTE SABORES

Foi inaugurado, no dia 04 de agosto, na cidade de Nordestina, o Espaço de Comercialização Coletiva “TECENDO SABORES”. Uma iniciativa da rede de economia popular e solidária do município de Nordestina-Ba.

Essa iniciativa popular de comércio justo conta com o apoio da Associação Regional dos Grupos Produtivos Solidários de Geração de Renda – ARESOL, através do Centro Público de Economia Solidária (CESOL).

A ARESOL, visando o fortalecimento dos grupos produtivos solidários da região, através da comercialização no mercado convencional, desenvolveu a “REDE MONTE SABORES” que conta com espaços de comercialização nas cidades de Itiúba e Monte Santo e agora o mais recente espaço, inaugurado na cidade de Nordestina, durante a programação da XIII Feira da Economia Popular e Solidária do GREPS.

Essa importante estratégia de vendas tem auxiliados os grupos a se manterem em tempos de crise. É uma conquista coletiva, fruto da auto-organização comunitária, que hoje se caracteriza enquanto uma inovação social de enfrentamento ao sistema econômico excludente e competitivo.

  • Pagina e canais