CERVEJA DE LICURI EM MATÉRIA SOBRE CERVEJAS ARTESANAIS

Já são diversas e variadas as matérias dos periódicos, blogs e outros meios de comunicação, que despertaram curiosidade pela PRIMEIRA CERVEJA DE LICURI, distribuída e comercializada pela COOPERSABOR, com a marca MONTE SABORES.

Nesta última, o CORREIO DA BAHIA fez um recorte especial para as cervejas artesanais apresentadas durante a FEBAFES (Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária). Com destaque para o lançamento da BLOND ALE de LICURI.

Licuri não é coco, mas pode ser transformado em bebida. Cerveja, e das boas. É isso o que estão provando os produtores rurais da Cooperativa Coopersabor, Cooperativa de Produtores Rurais de Monte Santo, cidade a 350 quilômetros da capital baiana. Eles estão aproveitando o crescimento do consumo de cervejas artesanais no Brasil – e também no mundo – para agregar valor à produção da fruta típica do Caatinga e aumenta a receita dos cooperados. E não só eles. Outros sabores típicos do campo baiano, como o umbu e o cambuí, estão sendo transformados em cerveja, agradando paladares diversos e abrindo mercados para a agricultura familiar do estado.

A Coopersabor demorou um ano fazendo testes e experimentos. Eles conseguiram desenvolver uma bebida marcante e refrescante. O sabor harmoniza o malte com as caraterísticas típicas do licuri, comum em todo o Nordeste. “O licuri é uma palmeira típica da caatinga. Nós já produzimos doces, geleias, biscoitos, cosméticos e até azeite de licuri. Pensamos em criar outros produtos com maior potencial econômico, daí surgiu a cerveja”, afirma Farnésio Braz, técnico da Coopersabor.

Confiram a matéria completa, de Georgina Maynart, em:

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cerveja-com-sabor-de-baianidade-produtores-usam-frutas-para-fabricar-bebida/

(Foto: André Frutuôso/Divulgação)

Festa Literária Internacional de Cachoeira

“Nossa escrevivência não pode ser lida como histórias para “ninar os da casa grande”
e sim para incomodar os seus sonos injustos”. (Conceição Evaristo)

Da resistência literária, à produção solidária, o Festa Literária Internacional de Cachoeira 2018, ficou recheada de sabores e saberes, com a realização do Festival de Economia Solidária, acontecido de 11 a 14.

A escritora homenageada deste ano foi a mineira Maria da Conceição Evaristo Brito, que concorreu a cadeira de Castro Alves na ABL. E, embora não tenha ocupado, Conceição Evaristo honra a todos os que lutam contra descriminação racional, de gênero e/ou de classe neste ainda injusto Brasil.

Foi nesse clima de muita militância escrita, através de produções literárias e da prática do comércio justo, da economia solidária, que o CESOL dos territórios do Piemonte Norte do Itapicuru, Piemonte da Diamantina, e municípios de Monte Santo, Nordestina, Itiúba e Queimadas, levou para o festival uma diversa gama de produtos da agricultura familiar, economia popular e solidária, que são cooperadamente organizados pela COOPERSABOR e comercializados com a marca Monte Sabores.

 

O fortalecimento da comercialização dos produtos da economia solidária, através da realização dos festivais e feiras, são de suma importância para alavancar a viabilidade econômica dos grupos e iniciativas da economia popular e solidária. E também para fortalecer os laços das redes consolidadas, mas também das novas relações que são criadas, através do intercâmbio propício a estes espaços. Isso é resultado de uma política pública que busca entender a importância disso, fomentando e co-participando dessa construção.

Vida longa a FLICA.
Vida longa aos Festivais de Ecosol!

#ELENÃO
#OAMORVENCEOÓDIO

  

                  

+ IMAGENS

Foto: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1907953199345720&type=1&l=75d03b7e7e

Vídeo: https://youtu.be/jI7sNle4cpQ

 

 

Secretário da SDR visita instalações da COOPERSABOR

O Secretário Jeandro Ribeiro, em sua primeira visita ao território do Sisal e vindo até a cidade de Monte Santo, na oportunidade, para entras significativas de investimentos para a agricultura familiar do município, como máquinas forrageiras, mudas de palma forrageira e kits apícolas, além da entrega de quase 300 títulos de terra, junto a  Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA).

Foto: Beneficiária Cleonice entregando ao secretário cesta de produtos da Rede Monte Sabores

Após cerimônia, o secretário visitou as instalações da sede da Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda (ARESOL) e também da COOPERSABOR (Cooperativa Regional de Agricultores/as Familiares e Extrativistas da Economia Popular e Solidária).

PROJETO BAHIA PRODUTIVA – Campo Formoso

Durante a realização da 14ª Regional da Economia Popular e Solidária, realizou-se importante momento para o desenvolvimento das redes de agricultura familiar no município de Campo Formoso e micro-região, através da assinatura de convênios do projeto Bahia Produtiva.

O diretor executivo da CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional), Wilson Dias, assinou três convênios, com as seguintes associações:

Associação Comunitária dos Agricultores Rurais de Lagoa Branca
Associação Comunitária Quilombola da Agricultura Familiar de Patos II
Associação Quilombola dos Agricultores Familiares de Bebedouro

Visita do diretor Wilson Dias ao stand da Rede Monte Sabores, na FEIRA REGIONAL DO GREPS – Campo Formoso

Congresso do Povo

Estão acontecendo, em todas as partes do nosso querido Brasil, reuniões populares, para a construção do CONGRESSO DO POVO.

Em ação vinculada a FRENTE BRASIL POPULAR, entidades locais, movimentos, partidos políticos e população em geral, se encontram para planejar estratégias de ação anti-capital e lutar contra o golpe. Entendemos que a busca pela democracia no Brasil, hoje, passa pelo enfrentamento a prisão política do Ex-presidente Lula e o anterior golpe, com a retirada da presidenta Dilma. Além desses grandes e importantes pontos, é preciso entender que a população perde, a cada dia, direitos garantidos pela Constituição de 88 e que as instituições no país NÃO FUNCIONAM.

A ARESOL, enquanto organização política e comunitária, é parte dessa frente e cumpre seu compromisso de formação e articulação, junto aos grupos solidários que a compõem. Seja também parte desse movimento.

As reuniões serão municipais serão pré-divulgadas em nossos meios de comunicação. Fique ligado, não fique parado.

ARRAIA DA DEMOCRACIA – Nossa Luta é Todo Dia!

Com muita satisfação e forró no coração que a comunidade ARESOL é convidada a lutar e forrozear, em mais um arraial solidário!

Numa noite para confraternizar e fortalecermos na esperança de um futuro melhor, o Arraia desse ano contará com a presença de RENNAN MENDES e Banda (Uauá), EVERTON COSTA (Monte Santo) e a apresentação da quadrilha “Estrela Junina”, além das tradicionais comidas típicas.

O evento acontece no próximo dia 13, em frente a sede da ARESOL, na rua Hélcio Cardoso (saída pra Lagoa do Saco)
Venha ser parte desse encontro junino, festejar Santo Antônio e lutar por democracia, pois nossa luta é todo dia.

“Uma revolução sem dança, é uma revolução que não vale a pena.”  (V de Vendetta – O filme)

 

ARESOL sedia atividade da SEPROMI

A ARESOL sediou atividade da SEPROMI (Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, que, conjuntamente com a SETRE (Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, realizou oficina de combate ao racismo institucional, nos dias 24 e 25 de outubro.

A oficina contou com representantes dos territórios do Sisal e do Portal do Sertão, com a proposta de multiplicação dos temas em seus municípios de origem. As pautas giram em torno das políticas afirmativas e o Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa.