ARESOL e CESOL MARCAM PRESENÇA NO 8º FESTIVAL DO UMBU

Um dos mais tradicionais eventos do município de Uauá – o Festival do Umbu – organizado pela Coopercuc, atraiu, novamente este ano, milhares de pessoas para celebrar o fruto sagrado da caatinga. O Festival também reuniu diversas autoridades, representantes do poder público, organizações da sociedade civil e agricultores para discutir vários temas de interesse para o desenvolvimento da agricultura familiar e economia solidária, sob os aspectos sociais, culturais e econômicos.

A oitava edição do Festival teve abertura oficial no último dia 29, sexta-feira, mas desde a quarta-feira contou com uma vasta programação que teve início com a constituição da Central de Cooperativas da Caatinga. A iniciativa mostra a organização das cooperativas de agricultores familiares e de economia solidária da região do semiárido. A Cooperativa Regional De Agricultores(as) Familiares e Extrativistas da Economia Popular e Solidária – COOPERSABOR – formada pelos grupos de geração de renda assistidos pela Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda – ARESOL – também esteve presente nesse momento importante e se filiou a Central, assim como participou da eleição da primeira diretoria da cooperativa. O presidente da COOPERSABOR, Charles Conceição, definiu o momento como “uma estratégia de fortalecimento e viabilidade de comercialização para as cooperativas deste segmento que ainda encontram muita dificuldade para escoar seus produtos, sobretudo em munícipios mais distantes”, declarou.

O espaço do Festival do Umbu também oportunizou que a coordenação do Fórum Baiano de Economia Solidária fizesse uma reunião. Entre os participantes, 18 entidades que compõem a coordenação, estavam a representação das entidades e movimentos sociais da região de Senhor do Bonfim, o Grupo Regional de Economia Popular e Solidária – GREPS – e a ARESOL.  Umas das pautas discutidas durante a reunião foi a situação da Superintendência de Economia Solidária, órgão ligado à SETRE/BA, e a atuação dos Centros Públicos de Economia Solidária CESOL’s. O encaminhamento dado na reunião foi a construção de uma carta em defesa desta política e com sugestões para o fortalecimento da mesma. Após a elaboração, o documento será entregue nos gabinetes do governador, na SETRE e demais instâncias relacionadas. A ARESOL administra o CESOL Piemonte Norte do Itapicuru e Piemonte da Diamantina, que atende aos municípios destes territórios, além de Monte Santo, Cansanção, Itiúba e Nordestina.

Além disto, as temáticas sobre gênero e juventude também foram abordadas durante o 8º Festival do Umbu. Os debates das mesas redondas, exposições fotográficas e oficinas contemplaram os assuntos. Outro ponto alto do evento foi a vila solidária que a cada ano, reúne vários empreendimentos solidários, nacionais e internacionais, com uma diversidade de produtos como alimentos, artesanatos e cosméticos.  A COOPERSABOR também participou expondo os produtos de sua marca ‘Monte Sabores’. Derivados dos frutos da caatinga como umbu e maracujá do mato, as geleias, doces e compotas despertaram interesse em quem visitava o estande da cooperativa. Outros produtos da agricultura familiar, a exemplos do milho de mungunzá, licuri, artesanatos de barro e palha também foram divulgados. Durante o Festival, apresentações culturais e shows de artistas locais animaram o público nos dois dias de evento. A ARESOL e a COOPERSABOR fizeram uma avaliação bastante positiva do 8º Festival do Umbu e agradecem aos organizadores por estarem presentes em mais uma edição de sucesso deste evento.

 

Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta